Por: Verônica Souza

A SPFW (São Paulo Fashion Week) N43, inaugurou nesta edição o novo calendário da semana de moda. O primeiro evento aconteceu na semana passada, entre os dias 13 e 17 de março, e o próximo será realizado no final de agosto, aproximando a passarela ao calendário do varejo, com vendas imediatas. Ao todo, 30 marcas apresentaram suas coleções de Outono/Inverno, com desfiles no Parque do Ibirapuera – Pavilhão da Fundação Bienal, sob o tema ‘In-Pactos’.
Para a docente de Moda do Senac Campinas, Justine Armani, a palavra chave para definir esta edição do SPFW é liberdade. “Todos os estilistas mostraram um estilo bem despojado, do ‘eu uso largado, mas sofisticado’, trazendo uma proposta bem bacana, e que eu gostei e acredito bastante, que é um desejo de liberdade”, disse. “Afinal, tendência é você gostar de usar, é usar o que faz você se sentir bem. Você ter a liberdade de definir o que quer vestir”, completou ela.

A especialista ainda alertou para o fato de que “a moda ela é totalmente diversificada”. “A pessoa tem que usar isso porque vai se sentir bem usando aquilo. Todo mundo pode usar, sempre lembrando de valorizar as vestes com sua silhueta e fazendo adequação à ocasião, se é um ambiente de trabalho, uma festa à noite, um evento mais informal, de dia”, orientou. “Nos looks de hoje em dia podemos ‘usar e abusar’, basta ter coragem e não ter medo de ir na contramão”, pontuou.

O universo da rua surgiu como grande destaque da temporada, trazendo junto consigo o conceito oversized, que pode ser traduzido do inglês como ‘grande demais’. Assim, vestir uma peça maior do que aquela ideal para o seu tamanho está liberado e aprovado. Esta tendência tem ganhado cada vez mais destaque nas passarelas e nas ruas e promete fazer a cabeça das mulheres que buscam aliar a moda ao conforto que as roupas mais largas e soltas podem proporcionar. Esta tendência ressalta elementos como o moletom, o veludo, os casacões e os looks com sobreposições para incrementar a produção.
Apesar de o Brasil ser um país totalmente tropical, quando chega a época do frio, os tons que estamos acostumados a ver são preto, cinza, azul marinho e cores sempre mais ‘apagadas’. Mas de acordo com Justine, desta vez, a temporada Outono/Inverno surge com um estilo mais ‘vivo’, típico do Verão. “Tradução do estilo, para personalidade do nosso país, que é uma moda que vem do comportamento da rua, para nosso perfil de consumidor, ou seja, o comportamento mundial. Em tons como pink, amarelo ouro, verde militar, vinho, laranja, branco, tons terrosos, tons flúor e o metalizado que já se massificou em todas as peças, seja ela roupa ou calçado”, explicou a docente de Moda.